As dúvidas mais comuns 
de quem tem rosácea

Dr. Marco Rocha @mrdermatologia
Médico Dermatologista
CRM 100578
Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

  • O que causa a rosácea?
  • Quais procedimentos fazer?
  • Rosácea tem cura?
  • Minha rosácea piorou durante a COVID-19, é normal?
  • Com o uso obrigatório de máscara a rosácea piora, como cuidar?
  • Fazer exercício físico causa uma alta na rosácea?
  • Devo usar protetor solar?
  • Para quem tem rosácea, é comum ter a pele oleosa?
  • Minha pele é oleosa, como devo fazer?
  • Quais são os principais cuidados que devo ter com a minha rosácea no verão?
  • Quais são os principais cuidados que devo ter com a minha rosácea no inverno?

O que causa a rosácea?

A causa exata é desconhecida. Existem fatores relacionados a predisposição genética, alterações nos vasos sanguíneos mais superficiais da pele, microrganismos – aqui vale o destaque para um ácaro conhecido como Demodex – irritação nos folículos, dano solar, uma resposta imune ou inflamatória anormal ou ainda fatores psicológicos. Mas o que sabemos é que a pele com rosácea precisa de cuidados especiais para evitar os quadros de vermelhidão acentuada.

Quais procedimentos fazer?

O laser ajuda a remover os vasinhos aparentes e também reduz a vermelhidão da pele. A luz pulsada, além de tratar o aspecto avermelhado da pele, estimula a produção de colágeno, deixa a pele com mais viço e pode reduzir parte das manchas causadas pelo sol. Peeling com ácido glicólico pode ser uma boa alternativa para pacientes com rosácea. Realizado por mãos experientes e com a pele preparada, podemos obter ótimos resultados.

Rosácea tem cura?

Não, a rosácea não tem cura. Mas pode ser controlada com medicamentos tópicos e orais, além de uma boa rotina de skincare.

Minha rosácea piorou durante a COVID-19, é normal?

Sim, já que um dos principais gatilhos da rosácea é o emocional. Por isso, é muito importante, além do cuidado da pele, também manter a mente e o corpo em equilíbrio. Evite situações de estresse emocional e proporcione momentos de bem-estar.

Com o uso obrigatório de máscara a rosácea piora, como cuidar?

É importante manter o rosto limpo e hidratado, sem nenhuma maquiagem na região onde a máscara cobre. E é extremamente importante não deixar de se proteger durante a pandemia.

Fazer exercício físico causa uma alta na rosácea?

Sim, prefira fazer exercício à noite, ou então em dias mais frescos. Alguns dos principais gatilhos da rosácea são o calor e o sol.

Devo usar protetor solar?

Sempre! Prefira filtros minerais. Lembre-se, o sol é um dos principais gatilhos da rosácea.

Para quem tem rosácea, é comum ter a pele oleosa?

Não existe um padrão do tipo de pele para indivíduos com rosácea. A maioria dos pacientes apresentam pele seca e descamativa, porém outros podem ter uma pele oleosa, normal ou mista. O ideal é identificar o seu tipo de pele para escolher os produtos corretos para você.

Minha pele é oleosa, como devo fazer?

Utilize sempre produto de higiene com alta tolerância, que possuam tensoativos syndet, ou seja, compatíveis com o PH natural da pele, que sejam suaves e eficazes para preservar a barreira cutânea. Procure também produtos com cobre e zinco na composição para ajudar a controlar a oleosidade. Siga com os cuidados adequados para rosácea.

Quais são os principais cuidados que devo ter com a minha rosácea no verão?

A exposição solar e o calor são os principais gatilhos para o surto da rosácea. Por isso, você deve aplicar diariamente o filtro solar. De preferência, opte por produtos que contenham óxido de zinco e/ou dióxido de titânio na composição. Os filtros inorgânicos conferem proteção física e são menos irritantes para a pele. É importante aplicar o protetor solar no rosto e nas áreas que ficam mais expostas. Use roupas e acessórios adequados e, se possível, evite a exposição solar nos horários de pico. Inclua os óculos de sol na sua lista de acessórios, pois a rosácea pode afetar os olhos. O calor pode causar o ressecamento da pele pela incidência direta da radiação solar e por perda de água pela transpiração excessiva. Portanto, o uso de hidratantes adequados para peles sensíveis deve estar presente durante o verão. A ingestão de líquidos, para se manter hidratado, também é muito importante: evita que o corpo atinja altas temperaturas, o que pode ser um gatilho para a rosácea.

Quais são os principais cuidados que devo ter com a minha rosácea no inverno?

No inverno, a queda da temperatura e da umidade relativa do ar propiciam o ressecamento da pele. Para evitar que ocorra um dano na barreira cutânea e consequentemente a irritação da pele, alguns cuidados especiais no inverno são indicados:
• A hidratação cutânea deve ser diária e com cremes sem fragrância, que sejam hipoalergênicos e à base de água;
• Limpeza da pele precisa ser suave e com sabonetes específicos para peles sensíveis;
• Evitar o uso de buchas, esponjas e esfoliantes na face;
• Evitar banhos quentes e demorados;
• Apesar da menor incidência da radiação solar, o uso regular de protetor solar é fundamental para peles com rosácea.

Deixe aqui suas dúvidas





E-book

Baixe nosso Guia SOS rosácea, com conteúdo validado por médicos dermatologistas especialistas no assunto. Nele, você vai encontrar informações complementares as que estão aqui no site. Faça o download e boa leitura!